Instituto Professor Moreira

Paixão pela Oftalmologia move as expectativas dos novos Fellowship em 2018

Movidos por uma paixão. Assim os novos 31 Fellowships do Hospital de Olhos do Paraná definiram o atual momento que estão vivenciando. São médicos de todas as partes do país, oriundos das mais distantes regiões, inclusive há mais de 3 mil quilômetros de Curitiba, que permanecerão na cidade durante um ano ou mais.

São jovens médicos que ficaram bem impressionados com a instituição em conversas com amigos, nos estágios que realizaram, nos congressos dos quais participaram, pelo que leram a respeito do Hospital na internet e nas redes sociais.

No começo de março todos estes médicos participaram de uma solenidade de boas-vindas. Conheceram as unidades do Hospital de Olhos e receberam os seus jalecos. Ouviram palavras de estímulo e tiveram a certeza de que, a partir daquele momento, se tornariam também eles, parte de uma família com mais de 40 anos de tradição em Oftalmologia.

Ensinando para a vida

“Estamos aqui para ensiná-los para a vida”, disse o Dr. Hamilton Moreira. “Queremos treinar vocês para serem ótimos oftalmologistas, mas especialmente treiná-los para a vida. De forma ética e bem preparada”. “Ética” foi um ponto reforçado por Danilo Gregio, diretor executivo do Hospital, que falou na sequência. Ao dar as suas boas-vindas, ele acrescentou que todos teriam a oportunidade de desenvolver, no Hospital de Olhos do Paraná, “algo grandioso para si e para a sociedade”. E a Direção do Hospital, reforçou, permanecerá à disposição para auxiliar a todos com boas práticas médicas, porque “temos o ensino em nosso DNA”.

A Dra. Luciane Moreira disse ter as melhores expectativas de tudo o que será vivenciado pelos Fellows. “Vocês terão muitas alegrias e muito trabalho também… e tenham a certeza de que, quanto mais fizerem, mais irão aprender”. O Dr. Carlos Augusto Moreira Neto parabenizou a todos pela nova etapa. Sugeriu que cada um apresente as suas “sugestões, dúvidas, opiniões e críticas”. Pois só assim, segundo ele, todos permitirão ao Hospital de Olhos crescer ainda mais.

Para o Dr. Felipe Branco, que recentemente assumiu o cargo de diretor médico, será prioridade “mantermos uma linha de respeito entre os novos médicos e os pacientes do Hospital de Olhos do Paraná… com competência, cordialidade, respeito e boa relação pessoal e profissional”. Detalhou, ainda, protocolos de condutas que considera fundamentais como padrões e diretrizes da instituição.

O Dr. Igor Santana Hasegawa, que recentemente concluiu o seu Fellowship no Hospital de Olhos do Paraná, disse que teve um “grande ano”, pois aprendeu com mestres que considera como muito importantes, manteve-se atualizado graças aos vários eventos científicos organizados pela instituição e finalizou acrescentando que aproveitou tudo o que foi ofertado, “a minha experiência foi sensacional e espero que a de vocês também seja”.

Impressão dos novos Fellows

As palavras de Igor serviram como inspiração a Renan Magalhães Cascardo. Oriundo de Ipatinga (MG), ele tem ótimas expectativas mesmo porque, antes de ser médico, foi paciente do Hospital, onde fez uma cirurgia. Optou pela Oftalmologia, porque acredita ser esta uma das áreas mais resolutivas da Medicina.

A opinião de Magalhães foi compartilhada por Hanna Carolina Teodoro, oriunda de Vitória (ES). Conheceu o Hospital de Olhos do Paraná em eventos de Oftalmologia, pelos seus profissionais e após ler sobre a instituição na internet. O seu foco é o atendimento às crianças, pois acredita que, esta área, precisa de maior número de profissionais. Assim pensa, também, Nathália de Almeida Raupp, do Rio de Janeiro (RJ) . Segundo ela, sua primeira paixão é a Medicina e a segunda é o atendimento infantil.

A identificação pela Oftalmologia motivou também o Fellow Raphael Calixto Penatti. E, no seu caso, distância não foi problema. Ele veio de Porto Velho (RO), cidade situada há mais de 3 mil quilômetros de Curitiba. O jovem médico tem outros familiares oftalmologistas, incluindo e o seu pai, que atua em Faco/Refrativa, mesma área que ele pretende seguir. Estar no Hospital de Olhos, segundo ele, simboliza integrar uma equipe de tradição em todas as áreas da Oftalmologia.

Foi a mesma impressão de Raphael que motivou Isabella Cristina de Aguiar, de Belo Horizonte (MG), a fazer o seu Fellow no Hospital de Olhos do Paraná. Retina é uma paixão desde os seus tempos de Residência. É de uma terceira geração de médicos – o avô é ginecologista e o pai cirurgião plástico. Assim como Isabella, Vinícius de Paula, de Presidente Prudente (SP), também pertence a uma família de médicos. Até o final do seu curso seguiu os passos do pai, cardiologista. Porém, a Oftalmologia e, dentro desta especialidade, a Córnea e Refrativa, pesaram mais sobre a sua escolha.

Deborah Fischer, de Curitiba (PR) foi outra que optou pela diversidade de áreas atendidas no Hospital de Olhos do Paraná. Sua área é a do Segmento Anterior e, mais especificamente, as Uveítes. Diz que tem muito o que aprender, mas acredita ter escolhido o caminho certo, pela elevada procura por profissionais especializados em doenças autoimunes.

Muna Georges Nasr e Marino Faria Nogueira Koch, ambos de Curitiba, optaram pela Medicina porque este era um sonho de infância. E o Hospital de Olhos do Paraná surgiu porque eles sempre ouviram falar da tradição do centro médico em todas as áreas da visão.

Confira a lista de todos os aprovados ao Fellowship 2018
Córnea: Georgia Barbieri, Vinícius Zaitune de Paula.
Faco/Refrativa: Caio Pádua Carvalho, Fernanda Brixius de Almeida, Guilherme Mailio Buchaim, Gustavo Souza Gonçalves, Hudson Jordão Ribeiro Melo, Juércio Luís Burgardt Filho Filho, Laura Medeiros Refosco, Mara Barreto Theiss, Marino Faria Nogueira Koch, Muna Georges Nasr, Raphael Calixto Penatti, Renan Magalhães Cascardo, Tatiana Bertholdo Szareski.
Glaucoma: Amanda Maria Geraldi Tormena, Caio Ribeiro Azambuja, Deborah, Fischer, Eduardo Von Weidebach, Isabella Cristina de Aguiar, José Francisco Jorge Benício, Paulo Henrique Ishida, Regiane do Rocio Torres.
Estrabismo: Hanna Carolina Teodoro, Nathalia de Almeida Raupp.
Plástica Ocular: Heitor Negreiros.
Retina: Angela Padoan, Caio Ribeiro Azambuja, Deborah Fischer, Eduardo Von Weidebach, Guilherme Yoshyiasu, Isabella Cristina de Aguiar, José Francisco Jorge Benício, Paulo Henrique Ishida, Regiane do Rocio Torres.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *